sexta-feira, 27 de maio de 2016

[OPINIÃO] - A Rapariga no Comboio


Olá, olá!

Hoje venho falar de um livro que me andou a matar de curiosidade durante meses, mas quando finalmente o li, desiludi-me um bocadinho.

Título: A Rapariga no Comboio
Título original: The Girl on the Train
Autor: Paula Hawkins
Edição: 2015
Editora: TopSeller
Páginas: 320
ISBN: 9789898800541
P.V.P.: 17,69€
A minha classificação: 4/5










Sinopse: "O êxito de vendas mais rápido de sempre. 

O livro que vai mudar para sempre o modo como vemos a vida dos outros. 


Todos os dias, Rachel apanha o comboio... No caminho para o trabalho, ela observa sempre as mesmas casas durante a sua viagem. Numa das casas ela observa sempre o mesmo casal, ao qual ela atribui nomes e vidas imaginárias. Aos olhos de Rachel, o casal tem uma vida perfeita, quase igual à que ela perdeu recentemente.


Até que um dia... 


Rachel assiste a algo errado com o casal... É uma imagem rápida, mas suficiente para a deixar perturbada. 


Não querendo guardar segredo do que viu, Rachel fala com a polícia. A partir daqui, ela torna-se parte integrante de uma sucessão vertiginosa de acontecimentos, afetando as vidas de todos os envolvidos."

As minhas marcações :D

A Rapariga no Comboio é Rachel, uma mulher desempregada, divorciada e com graves problemas com o álcool. Todos os dias Rachel apanha o comboio e observa o casal que vive perto da sua antiga casa. Imagina que têm uma vida perfeita, tenta adivinhar as suas rotinas e deixa que este casal faça parte da sua vida, dando-lhes até nomes fictícios: Jess e Jason.

Num dia igual a tantos outros, Rachel depara-se com uma situação estranha no quotidiano do casal. Mais tarde, a cara de Jess, que na realidade se chama Megan, está nas capas dos jornais. Rachel percebe que pode ser a única a ajudar a resolver um mistério e resolve ir à polícia, mas quem é que dará credibilidade a uma alcoólica?

Este thriller é-nos contado a três vozes - Rachel, Megan e Anna - e isso é algo que achei bastante interessante, uma vez que nos dá a conhecer diferentes visões da mesma história. Adorei todo o mistério e toda a confusão que a autora conseguiu criar na minha mente. Aliás, achei a escrita da autora bastante boa e conseguiu prender-me completamente à história.

Também achei que as personagens principais estavam bem construídas, exceptuando o Scott. Foi a personagem que, para mim, conhecemos pior e também a que ficou menos resolvida. Todas as outras - Rachel, Anna, Megan e Tom - nos dão a conhecer o seu passado e o seu caráter, pelo que conseguimos criar uma relação com elas, quer seja de empatia ou de antipatia.

Para além do mistério, o livro também nos dá uma visão muito real dos problemas das pessoas alcoólicas e acho que esse foi o aspeto que mais me marcou nesta história. Todos nós sabemos que o álcool pode destruir uma pessoa e que é muito difícil deixar o vício, mas acho que depois de lermos os pensamentos de Rachel ficamos com uma visão muito mais profunda sobre o assunto.

A personagem com quem criei maior empatia foi a Megan. Apesar de ter atitudes muito desaprovadoras, acabei por conseguir compreendê-la e cheguei a sentir compaixão por ela devido a tudo aquilo por que passou. Já a Rachel conseguiu irritar-me muitas vezes. Para além de todas as vezes em que dizia que não ia voltar a beber e afinal decidia ir comprar álcool (e a minha reação era NÃOOO!), achei-a demasiado "metediça" e egoísta. Contudo, também houve momentos em que simpatizei com ela e consegui compreender algumas das suas ações.

Aquilo que me impediu de dar as cinco estrelas na classificação do livro foi ter descoberto, ainda com algumas páginas de antecipação, o final da história. Não adivinhei o final completo, mas consegui resolver o mistério e a partir daí tudo se tornou bastante óbvio durante a leitura, o que foi uma pena.
No geral, o livro é interessante. Acabamos por nos envolver em todo o mistério que existe na história e a escrita da autora é bastante boa.

Foi tal o fenómeno com este livro que já vai haver filme! A data de estreia está marcada para 7 de outubro deste ano. Deixo aqui o trailer para quem quiser assistir.



quinta-feira, 26 de maio de 2016

[OPINIÃO] - Orgulho e Preconceito


Título: Orgulho e Preconceito
Título original: Pride and Prejudice
Autor: Jane Austen
1.ª edição: 1813
Editor: Civilização Editora
Edição: 2012
Páginas: 360
ISBN: 9789722635899
P.V.P.: 8,99€
A minha classificação: 4,5/5











Sinopse: "Uma clássica história de amor e mal-entendidos que se desenrola em finais do século XVIII e retrata de forma acutilante o mundo da pequena burguesia inglesa desse tempo. Um mundo espartilhado por preconceitos de classe, interesses mesquinhos e vaidades sociais, mas que, no romance, acabam por ceder lugar a valores mais nobres: o amor.
As cinco irmãs Bennet, Elizabeth, Jane, Lydia, Mary e Kitty, foram criadas por uma mãe cujo único objetivo na vida é encontrar maridos que assegurem o futuro das filhas. Mas Elizabeth, inteligente e sagaz, está decidida a ter uma vida diferente da que lhe foi destinada.
Quando Mr. Bingley, um jovem solteiro rico, se muda para uma mansão vizinha, as Bennet entram em alvoroço…"



Esta edição é lindaaa!




"Orgulho e Preconceito" foi o primeiro livro de Jane Austen e também o primeiro clássico que li. Sempre tive algum medo de ler clássicos porque tinha receio que a leitura fosse difícil e demorada, mas tanto ouvi falar deste livro que acabei por lhe dar uma oportunidade. E ainda bem que o fiz!

"Orgulho e Preconceito" conta-nos a história da família Bennet, formada pelo casal Mr. Bennet e Mrs. Bennet e pelas suas cinco filhas: Jane, Elizabeth, Mary, Kitty e Lydia. A vida desta família é alterada quando Mr. Bingley, um jovem cavalheiro, aluga uma propriedade perto da moradia dos Bingley. A acompanhá-lo vêm as suas irmãs, o seu cunhado e Mr. Darcy, um jovem bastante reservado e distante, que depressa é visto com maus olhos por todos os que com ele se cruzam. Mr. Bennet, pelo contrário, é bastante simpático, carismático e alegre e rapidamente se rende aos encantos de Jane, a filha mais velha e também a mais bela. Ao mesmo tempo, Mr. Darcy e Elizabeth iniciam também uma relação, mas esta é inicialmente marcada por desprezo e conflitos e a jovem garante nunca ter conhecido alguém tão antipático como Mr. Darcy. No entanto, o cavalheiro pode não ser aquilo que aparenta...

Ao contrário daquilo que pensava, a escrita de Jane Austen é maravilhosa e fluída. A autora descreve apenas o que é necessário para que nos sintamos envolvidos no ambiente da história e para que conheçamos o suficiente as personagens, não perdendo tempo com descrições muito detalhadas. Para além disso, relata-nos de um modo real como era viver naquela época, onde tudo o que importava era a ascensão, o casamento com pessoas de posses e não o verdadeiro amor. Fala-nos também da educação, da cultura e das relações daquele tempo, de uma forma muito leve mas verdadeira.

Todas as personagens estão muito bem construídas e conseguimos facilmente detetar traços das suas personalidades através das suas falas e das suas atitudes. Há personagens para todos os gostos: as divertidas, as apaixonadas, as "cabeça-de-vento", as irritantes e as mesquinhas. Devo dizer que me enterneci com o carácter de Mr. Bennet e com a relação que tinha com as filhas mais velhas, que mostra serem as suas preferidas. Com Mrs. Bennet estabeleci uma relação de amor-ódio, pois sabia que sempre que ela aparecia na história era para causar confusão ou embaraço às filhas, mas nem por isso deixei de lhe achar bastante piada e de me rir com as suas ideias. Outro aspeto que gostei bastante nesta história foi o facto de não se focar apenas no romance das personagens principais, mas ter o cuidado de nos mostrar o desenvolvimento de todas as personagens e aquilo que acontecia na vida da família e dos vizinhos.

O único pormenor de que senti falta foi de um pouco mais de paixão nas relações amorosas, mas compreendo que era próprio da época. 

Foi uma leitura muito boa e recomendo este livro a todos os leitores românticos :)


Fiz MUITAS anotações *.*



quarta-feira, 25 de maio de 2016

O início da estante

Olá!

Eu sou a Babi, tenho 23 anos e tenho uma paixão: livros!!

Decidi começar este blog devido a todo o amor e carinho que tenho por livros. Adoro ler desde que me lembro e como comecei a ler aos quatro anos, esta é uma paixão com muitos anos!

Neste espaço pretendo partilhar a minha opinião sobre livros que já li, mostrar-vos as minhas aquisições, talvez fazer alguns unboxings, não sei... Quero sobretudo escrever sobre livros e saber também as vossas opiniões.

Acompanhem-me também no Instagram (https://www.instagram.com/lifeofabookcatcher/) e no Goodreads (www.goodreads.com/thelifeofabookcatcher).

Até ao próximo post!

Beijinhos :)